segunda-feira, 28 de maio de 2018

RAINHA NZINGA - Troféu 2018

No último dia 25 de maio, às 19h00, realizou-se, no Museu Regional do Norte de Minas - MRNM, a solenidade de entrega do "Troféu Rainha Nzinga 2018", sob a coordenação do NEAFRO - Tambores dos Montes - Núcleo de Estudos das Relações Étnico Raciais, que tem à frente o nome de Hilário Bispo.

Em reconhecimento ao seu trabalho em defesa da promoção da igualdade de gênero e raça, participação na educação e nos movimentos sociais, desempenho e contribuição com a cultura de matriz africana no Brasil, foram homenageadas as seguintes mulheres: Ana Paula Silva, Ângela Nunes dos Santos, Arísia Barros, Beatriz Aparecida Souza Ferreira, Brena Natani, Diva Moreira, Eliana Cardoso Santos, Erinalda Feliciana, Eurides França, Flávia de Luna Souza Gonçalves, Iva de Jesus Nobre, Ivonete de Jesus Nobre, Jéssica Rodrigues Mendes, Julianny Ferreira de Souza, Júnia Bertolino, Jussara de Cássia Soares Lopes, Letícia Gabriela Santos Silva, Lucidalva de Oliveira, Mãe Dália (Maria Dália Clemência da Silva), Margareth Rose Santos Alves, Margot Ramalhete, Maria Adelina Braz, Maria Amélia Gomes de Souza, Maria Bernadete Marques de Souza, Maria do Rosário Santos, Marly Ferreira, Noêmia Cornélio, Polyana Cristina Sollano, Rejane Soares, Rita Suely Bento, Rosália Diogo, Rosângela Pereira, Telma Borges, Silvânia Dias de Oliveira, Tia Elza, Valéria Assis, Vânia Lúcia Ribeiro da Silva, Vera Lúcia de Freitas e Vera Lúcia Oliveira dos Santos.

Na luta em defesa da política anti racista, o Neafro - Tambores dos Montes - sempre pautou pela promoção da igualdade racial, pela garantia dos direitos individuais coletivos, em várias frentes. Em consonância com a agenda nacional, a pauta atual do Neafro propõe discutir, refletir e construir, com os diversos movimentos sociais, uma agenda unificada em defesa da soberania nacional. Para as comemorações do Mês da Consciência Negra, o NEAFRO instituiu, em 2015, o "Troféu Rainha Nzinga, numa referência à grande guerreira e mulher africana, na luta e resistência contra o coronelismo português. A rainha do Ndongo, atual Angola, Nzinga Mbandi (1582-1663), símbolo da resistência africana à colonização, que entrou para a história como combatente destemida, exímia estrategista militar e diplomata astuciosa.

Ainda segundo Hilário Bispo, nesta última edição, o "Troféu Rainha Nzinga" prestou uma homenagem às mulheres que hoje representam este mesmo ideal de uma sociedade mais justa e humanitária, em defesa de gênero e raça, visando dar visibilidade a estas mulheres guerreiras, em reconhecimento ao seu trabalho por um mundo mais igualitário.

O PROTAGONISMO DA MULHER NEGRA

Clique na imagem para ampliar

Oficinas -

OFICINAS REGIONAIS MEMÓRIA DO MUNDO 
E EDITAL MOWBRASIL 2018


clique na imagem para ampliar

O Comitê MoWBrasil oferece, durante o prazo de submissão de candidaturas a seus Editais, oficinas regionais para apresentação do Programa Memória do Mundo da Unesco e treinamento para redação de propostas.

As oficinas regionais têm por objetivo diversificar o perfil das instituições que se candidatam e aperfeiçoar as propostas apresentadas de forma que estados e regiões ainda não representados no Registro Nacional possam apresentar candidaturas qualificadas.

O público-alvo são instituições de gestão de patrimônio documental como arquivos, centros de documentação e memória, museus, universidades, secretarias de cultura e fundações.

As oficinas serão ministradas por membros do Comitê MoWBrasil e especialistas convidados com conhecimentos dos processos de montagem dos editais e revisões de candidaturas.

As oficinas são grátis e os participantes receberão após o evento certificados eletrônicos, que serão enviados para os e-mails fornecidos no momento da inscrição.


Programação

8ª Oficina – Região Sudeste – Belo Horizonte (MG) – 11 de junho - das 14:00 às 18:00 horas

Local: Arquivo Público Mineiro - Av. João Pinheiro nº 372, Funcionários  

Oficineiros: Diná Araújo e Solange Straube Stecz (membros do Comitê MoWBrasil)

Atividade de Parceiros: Apresentação por representantes do Arquivo Público Mineiro, Arquivo Público da Cidade de Belo Horizonte e Instituto Amílcar Martins sobre "Acervos MoW de Minas Gerais"

Vagas Limitadas:  60 vagas

Inscrições grátis: memoriadomundo@an.gov.br

sexta-feira, 25 de maio de 2018

Fundação Sara - Barraquinhas

Clique na imagem para ampliar

Colabore com a realização das barraquinhas da Fundação Sara.

Doe qualquer valor, produtos ou seja um patrocinador do evento.

Mais informações com Tatiana Rocha: (38) 99105-7035.

sexta-feira, 18 de maio de 2018

Fundação Sara - Coroação

Clique na imagem para ampliar

Venha com sua família prestigiar este lindo momento!!!

sexta-feira, 4 de maio de 2018

- Crônica -

BRASIL SAQUEADO: 
SOBRE A ENDÊMICA CORRUPÇÃO
 por Raquel Mendonça*

Não tenho a menor dúvida de que Marcelo Odebrecht falou a mais "pútrida" verdade sobre o "eficiente e vergonhosamente vultoso" desempenho do Setor de Propinas da empresa!... Afinal, o imenso país de poucos continua o mesmo de sempre, só que agora devida e mais amplamente desmascarado!...

O "Escândalo dos Aloprados" - loucos por dinheiro público -, regado a bebida e despudor, ainda ressoa no nosso pobre, "Rico País da Corrupção"...

Muitos são os presos e processados, finalmente, no maior "Escândalo  de Corrupção do país", mas os falsos "Padrinhos e Madrinhas do Povo" continuam posando de honestos e inocentes (nunca sabem de nada...), rindo da cara do pobre e roubado povo brasileiro, sem mais postos, hospitais, mais remédios, mais escolas - a saúde e a educação em quase completo caos nacional -, assim como a essencial alimentação, o pão puro de cada dia, ou seja, mais vida e dignidade...

 A Odebrecht ("Delação da Odebrecht") é apenas uma das grandes empresas envolvidas na prática criminosa das indecorosas propinas... Quais e quantas outras empresas mais estão ligadas até o pescoço em licitações fraudulentas, com rios, mares, oceanos de dinheiro público descendo aos milhões, bilhões (de dólares...) malas, cuecas, bolso abaixo de políticos corruptos, via dinheiro de empresas incluídas nos muitos - põe muitos nisso -, maquiados e desenfreados, obscenos esquemas de corrupção, com os "resultados" das repetidas e seguidas negociatas voando, depois, a conhecidos paraísos fiscais?!

Corrupção ativa, passiva e lavagem de dinheiro viraram brincadeira nesse país comandado, em grande parte, nas mais diversas esferas, níveis de poder, órgãos e setores em geral, dos menores aos maiores, por pessoas sem princípios morais elevados - sem o menor, nenhum princípio moral, na verdade -, capazes de todo tipo de incorreção, sujeira mesmo, falta de seriedade, dominadas pela desonestidade, ilegalidade, com a fome de dinheiro alheio indo longe!...

A lavagem desavergonhada de dinheiro "$ujo" continua com a maior cara de pau e paisagem do mundo, como se estivesse tudo certo, sem problema algum; como se as coisas e as causas estivessem correndo dentro da maior normalidade do mundo!... Afinal, a maioria dos políticos pensa mesmo no povo?!

A ética, a honradez, a integridade viraram piada no país onde os bons são maltratados, vítimas de gente maldosa, cruel e inescrupulosa; os honestos desrespeitados, perseguidos e prejudicados em suas funções e salários; os sérios atingidos por piadas, pechas, assédios morais e armações, injúrias, calúnias, tramas sórdidas, imundas, desprezíveis, vis, baixas, monstruosas, urdidas por indivíduos de currículo pessoal e profissional cheios de manchas e misérias as mais abjetas, visando denegrir a sua imagem, conquistada com máximo rigor e compromisso com o que é extremamente certo, correto, honesto, tentando tornar a verdade desacreditada, como se a mentira tivesse garantia divina de sustentabilidade, lembrando que "Ninguém derruba quem tem Deus como estrutura"! E você ainda tem de ouvir a "confissão": "você é dura na queda, heim?!"

Processados ou condenados (até quando?) por corrupção, lavagem de dinheiro e cia iltda. abocanhando o dinheiro do povo, para bancar luxo, mansões, carrões, aviões, apartamentos, fazendões; o caviar e o champagne de cada dia...

Que país é esse?! Esta pergunta já foi feita. De quem continua sendo este país? Dos espertos, malandros, desonestos, loucos, doidos pelo dinheiro do povo?!!! "Brasil/ Mostra a tua cara/ Quero ver quem paga/ Pra gente ficar assim./ Brasil/ Qual o teu negócio?/ O nome do teu sócio?/ Confia em mim..."

Simples e terrível assim!... Mas, por favor ou por amor à justiça, compromisso com a verdade e a honestidade, "escolha o bem, acredite que pode, seja ético, pois a ética é fundamental à espiritualidade". E não desista nunca e por nada da correção! Resta lembrar Isaias (33 - 14,15): "O que anda em justiça e fala o que é reto; o que despreza o ganho de opressão, recusa receber suborno (...)"

* Jornalista, escritora (poetisa e cronista), historiadora e Promotora Cultural
Membro da Academia Montes-clarense de Letras/AML, da Academia de Letras, Ciências e Artes do São Francisco - ACLECIA, do IHGMC (Membro Honorário)

| TRANSLATE THIS PAGE |